Fibria capta R$ 1,25 bilhão com emissão de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) – Caçapavense
Caçapava, quinta-feira, 19 de outubro de 2017 | Temperatura: 24.9 °C

Fibria capta R$ 1,25 bilhão com emissão de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA)

Por em 04/01/2017

A Fibria, líder mundial na produção de celulose de eucalipto, publicou ontem (3/1) o aviso de encerramento da operação de emissão de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA), que contou com a subscrição e a integralização do valor total de R$ 1,25 bilhão.

A Fibria emitiu duas séries de Certificados de Recebíveis do Agronegócio: uma série de cinco (5) anos (com vencimento em 2022), com volume de R$ 755,771 milhões e taxa de 99% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário); e uma série de sete (7) anos (vencimento em 2023), com volume de R$ 494,229 milhões e taxa de IPCA + 6,1346% ao ano. A emissão do CRA teve como lastro notas de crédito à exportação (NCEs) devidas pela companhia.

“Finalizamos nossa quarta operação de CRA e atingimos um volume de captação expressivo no mercado, o que mostra que a confiança dos investidores na Fibria continua em alta. Seguimos capitalizados e com o caixa robusto para 2017”, afirma Guilherme Cavalcanti, diretor de Finanças e Relações com Investidores da Fibria.

A captação tem como objetivo financiar as atividades da Fibria vinculadas ao agronegócio, assim como a produção e a comercialização no âmbito do programa de exportação da celulose da empresa.

A emissão do CRA da Fibria, coordenada pelos bancos Itaú BBA, Bradesco, Banco do Brasil, Banco Votorantim e Santander, foi classificada com nota brAAA pela agência de riscos Standard & Poor´s (S&P).

Sobre a Fibria

Líder mundial na produção de celulose de eucalipto, a Fibria é uma empresa que procura atender, de forma sustentável, à crescente demanda global por produtos oriundos da floresta. Com capacidade produtiva de 5,3 milhões de toneladas anuais de celulose, a companhia conta com unidades industriais localizadas em Aracruz (ES), Jacareí (SP) e Três Lagoas (MS), além de Eunápolis (BA), onde mantém a Veracel em joint-operation com a Stora Enso. A companhia possui 969 mil hectares de florestas, sendo 568 mil hectares de florestas plantadas, 338 mil hectares de áreas de preservação e de conservação ambiental e 63 mil hectares destinados a outros usos. A celulose produzida pela Fibria é exportada para mais de 40 países. Em maio de 2015, a Fibria anunciou a expansão da unidade de Três Lagoas, que terá uma nova linha com capacidade produtiva de 1,95 milhão de toneladas de celulose por ano, e entra em operação no quarto trimestre de 2017. Saiba mais emwww.fibria.com.br